Mẽ a ka mũ te u tẽ
 

Este é um site para compartilhar inicialmente registros e materiais sobre os saberes do povo Laklãnõ/Xokleng da Terra Indígena Laklãnõ, para que outros povos e pessoas não indígenas possam conhecer mais sobre a nossa história, identidade e cultura.

 

A Terra Indígena Laklãnõ/Xokleng é composta por três povos indígenas: os Guarani, Kaingang e os Laklãnõ, este último conhecido como Xokleng. A terra indígena Laklãnõ é dividida em dez aldeias, são elas: Aldeia Takaty, Aldeia Bugio, Aldeia Sede, Aldeia Pavão, Aldeia Kóplág, Aldeia Toldo, Aldeia Coqueiro, Aldeia Figueira, Aldeia Palmeira e Aldeia Plipatól, cada aldeia possui um cacique eleito pelo povo e tem seu modo de organização interna e o cacique presidente também é eleito pelo povo e é quem representa a terra indígena nas questões externas.

 

No passado o povo Laklãnõ não usava sobrenome, eles se autorreconheciam pelas marcas familiares:

             Vãnh mẽ vin

 

 

             Vãnh mẽ topagke

 

 

             Vãnh mẽ kunhken

 

 

             Vãnh mẽ kalem

Depois do contato, período conhecido como “pacificação”, o povo Laklãnõ passou a ser registrado e para poder ter seus documentos teve que adotar sobrenomes como Kouvi, Kamlem, Ingaclã e outros, mas é fundamental que as crianças conheçam a que grupo familiar os sobrenomes pertencem.

 

Este Portal é vivo e será alimentado com materiais dos três povos dessa Terra Indígena, se você tem algum material e deseja enviar para que seja compartilhado, clique aqui.


O portal apresenta patrimônio oral, artístico, cultural e produção científica do povo Laklãnõ/Xokleng, com curadoria de Jucelino de Almeida Filho e Walderes Coctá Priprá e participação de todas as aldeias da TI Laklãnõ, do Alto Vale do Itajaí, em Santa Catarina.

Jucelino de Almeida Filho (Juce Filho), estudante indígena de jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) é o proponente do projeto e um dos curadores do Portal de Saberes. Ativista das causas indígenas, participou na construção do documentário U TÕ DÉN TXI KABEL Xokleng/ Laklãnõ, que retratou as cerimônias que marcaram os cem anos de contato com não indígenas e do documentário VÃNH GÕ TÕ LAKLÃNÕ, sobre a resistência do povo Laklãnõ/ Xokleng. Trabalha também com fotografia, podcasts e como comunicador indigena.

 

Walderes Coctá Priprá é professora formada em Licenciatura Letras/Português e Espanhol pela Universidade Uniasselvi, em Indaial-SC e na Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica na UFSC, Florianópolis-SC. É Mestre em História na linha de pesquisa em História Indígena, Etnohistória e Arqueologia também na UFSC. É a primeira indígena no Sul do Brasil formada em Arqueologia e recentemente conquistou o Prêmio de Excelência em Mestrado 2021, concedido pela Sociedade de Arqueologia Brasileira (SAB). Atualmente é doutoranda em Arqueologia na USP.

FICHA TÉCNICA
Curadoria: Jucelino de Almeida Filho e Walderes Coctá Priprá
Pesquisa e curadoria adjunta: Barbara Pettres, Caroline Marins e Gabi Bresola 
Produção: Caroline Marins/Calêndula filmes e Gabi Bresola/Ombu produção 
Assistência de produção: Luana Marins Caramori
Coleta de materiais: Barbara Pettres, Caroline Marins, Flávia Person, Gabi Bresola, Hans Denis, Jucelino de Almeida Filho e Walderes Coctá Priprá
Preparação de arquivos: Gabi Bresola, Leila Pessoa e Luana Marins Caramori 
Colaboração na disponibilização dos arquivos de vídeo: Ismael Godoy
Assessoria de comunicação: Barbara Pettres
Revisão: Barbara Marins Pettres
Desenvolvimento do website: Marcos Walickosky
Projeto gráfico: Marcos Walickosky
Ilustrações e fonte do website: João Pedro Ruiz